HÉRNIA DE DISCO: PREVENÇÃO E TRATAMENTO


A famosa hérnia de disco provoca muita dor e dificulta movimentos, mas com certeza pode ser evitada com alguns cuidados simples. A hérnia se forma da seguinte maneira: trinta e três vértebras compõem a coluna vertebral. Entre as vértebras cervicais, torácicas e lombares encontram-se os discos intervertebrais, que são formados por um tecido elástico, resistente a determinadas forças de compressão. Sua finalidade é absorver e amortecer os impactos que atingem constantemente a coluna. Quando essa compressão é muito grande e contínua, pode ocorrer uma ruptura, que pode ser parcial ou total, formando-se assim a hérnia de disco. O seu aparecimento depende de vários fatores, mas os facilitadores são: excesso de peso da pessoa ou do peso carregado nos braços e ombros, e traumatismos que atingem a coluna. Evitando-os, os riscos de surgimento das hérnias de disco são mínimos. Sabe-se atualmente que existem alterações genéticas que tornam o disco mais frágil, facilitando a sua degeneração. Outro fator agravante é a vida sedentária, que enfraquece as estruturas da coluna e também daquelas que ajudam a sua sustentação. Assim, exercícios físicos ajudam a manter a estrutura saudável. De modo geral, as hérnias estão situadas na região cervical (no pescoço) e lombar (na região logo abaixo das costelas, na frente da bacia). São também classificadas em vários tamanhos, desde as pequenas até aquelas que chegam a romper todas as estruturas de sustentação, chamadas de hérnias extrusas ou expulsas. Estas são as mais graves e devem ser operadas rapidamente. Quando há deslocamento ou extravasamento do tecido fibroso existente entre as vértebras, forma-se a hérnia de disco. Os principais sintomas são dor, sinais de enfraquecimento e até perda de função dos músculos cujos nervos estão sendo comprimidos pela formação da hérnia, assim como sinais de adormecimentos nos locais em que existe a irradiação da dor. Os movimentos costumam piorar esse desconforto, e o repouso (ou outra posição confortável) pode trazer alívio ao sintoma. Algumas hérnias da região cervical podem atingir a medula espinhal e determinar perda dos movimentos abaixo do local afetado. O tratamento clínico acompanhado do médico especialista que faz o normalmente é realizado com uso de medicamentos antiinflamatórios seguido de repouso para depois o início da fisioterapia. Porém, hoje existem mais recursos que são auxiliares para o tratamento das hérnias tais como o RPG, a osteopatia e terapia manual, a acupuntura e auriculoterapia, o laser, e depois segue para um fortalecimento da coluna que pode ser realizado com a técnica do pilates. Esses recursos são utilizados com muito sucesso, também existem os recursos naturais e muito antigos como o uso da geoterapia (argilas medicinais), da hidroterapia (banhos terapêuticos) a fitoterapia (plantas medicinais), a aromaterapia (óleos essenciais), a cromoterapia (cura através das cores), a reflexologia (podal e modal) entre outras possibilidades. Tudo vai depender do estado em que se encontra o indivíduo que está com a hénia. O melhor de tudo é prevenir. Para evitar hérnia de disco é necessário manter sempre uma postura correta. Ao transportar algum peso, fazê-lo de modo a distribuir o peso de forma mais uniforme para os dois braços, ou melhor, ainda, carregar em mochila presa às costas. Ao caminhar manter sua cabeça erguida, os olhos olhando para frente e não para baixo, de modo que o pescoço fique reto e o peso da cabeça uniformemente distribuída em toda a coluna, os ombros devem ser mantidos em linha reta. A pélvis deve ser um pouco empurrada para frente

com a barriga levemente contraída. Quando sentir dor nas costas depois de uma longa permanência em pé, deve agachar-se sobre as pernas para alongar os músculos da coluna lombar. Ao caminhar manter a postura como descrito acima e evitar sapatos com saltos altos. Sentar corretamente pode evitar dor nas costas, a coluna deve ficar ereta. A mesa de trabalho deve ter altura ideal para não obrigar a inclinação para frente ou para trás. A cadeira deve ser regulável em altura para permitir os pés alcançarem o chão, e deve ter uma leve curvatura para trás na coluna lombar. Aqueles que lêem por muito tempo devem descansar o livro em uma mesa e quem permanece por um longo tempo com o computador precisam ajustar o monitor a uma altura que possa manter a cabeça numa posição confortável, nem para baixo nem para cima. Em qualquer caso, para quem mantém uma mesma posição demorada é interessante adote intervalos regulares de descanso, se levantando, andando, esticando os braços e curvando as costas para frente. Finalmente, lembrar que ao levantar um objeto pesado, dobrar os joelhos para usar os músculos das pernas e o mínimo da coluna. O peso deve ser erguido colado ao corpo, poupando a coluna vertebral. Realizar atividade física leves, como caminhar, nadar, alongamentos e exercícios terapêuticos leves.


0 visualização
A Qi Hai Terapias e Vivências
Serviços
  • Terapias

  • Vivências

  • Tai Chi Chuan

  • Feng Shui

  • Viagem de Transformação

Comunicação
  • Blog

  • Facebook

  • Instagram

  • Google Plus

QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES?