A Qi Hai Terapias e Vivências
Serviços
  • Terapias

  • Vivências

  • Tai Chi Chuan

  • Feng Shui

  • Viagem de Transformação

Comunicação
  • Blog

  • Facebook

  • Instagram

  • Google Plus

QUER RECEBER NOSSAS NOVIDADES? 

O poder curativo das plantas medicinais

Desde os tempos mais remotos os homens buscam na natureza recursos para
melhorar suas condições de sobrevivência. O uso de plantas como alimento sempre
existiu, assim como seu uso para fins medicinais. Na antiguidade era praticamente um
dos poucos recursos que existia para facilitar a cura dos doentes. O avanço da
tecnologia ampliou muito o conhecimento das plantas aumentando assim o seu uso.
Existem inúmeras plantas na natureza que contém princípios capazes de
amenizar ou curar as doenças. São chamadas de plantas medicinais ou terapêuticas,
ervas medicinais, e a modalidade que aplica seus princípios chama-se fitoterapia.
Estudada e praticada por farmacêuticos, biólogos, médicos, naturólogos, enfermeiros
entre outros profissionais com capacitação e formação específica para utilizá-las e
recomendar seu uso.As plantas medicinais podem ser aplicadas em preparações
diversas, em uso interno nas formas de chás (infusão ou decocto), maceração, xaropes,
pós, inalação, tinturas, sucos, saladas, vinhos medicinais e garrafadas, e em uso externo
na forma de pomadas, ungüentos e cataplasmas.
Toda planta medicinal têm um chamado “princípio ativo” que pode ser
medicinal ou tóxico. Mesmo com uma substancia tóxica presente, todas as ervas
medicinais podem ser utilizadas, pois a sua toxicidade está ligada com a forma de
administração e a quantidade a ser ingerida. Por esses e outros fatores a utilização deve
ser orientada por um profissional.
São exemplos de princípios ativos os alcalóides, glicosídeos, bioflavanóides,
óleos essenciais, taninos, mucilagem, princípios amargos, saponinas, resinas, colina,
pectina todos os tipos com uma função específica diferenciada.A fitoterapia não é só a
utilização da erva e o seu efeito sobre o organismo, é uma técnica muito mais complexa,
pois o efeito da planta depende diretamente de sua qualidade. A qualidade da erva está
relacionada a quantidade de princípios ativos que ela contém dessa forma a maneira que
a planta é manejada, ou seja, cultivada, colhida e conservada influência nos resultados
esperados.Existem muitas plantas consideradas medicinais e muito mais para serem
descobertas. A Amazônia é considerada uma farmácia natural, pena que o governo
federal investe pouco em recursos para conserva-la e em pesquisas deixando outros
países tomarem conta do que é do povo brasileiro.
Algumas dessas ervas são conhecidas popularmente a milhares de anos, e seu
uso já é consagrado de geração em geração. Quem nunca tomou um chazinho de erva
doce para aliviar cólicas intestinais? Ou passou um pouco de babosa nos cabelos para
dar brilho e maciez aos fios. A fitoterapia é uma terapia muito saudável, natural e de
baixo custo mais deve sempre ser recomendada por um especialista para não ocasionar
um desconforto ou mesmo um problema mais sério.O costume de tomar chá é muito
comum nos povos asiáticos. No Brasil temos uma grande quantidade de plantas que
beneficiam não só nossa saúde, mais o nosso paladar também agradece, além de
delicioso é muito saudável. Misturar por exemplo, hortelã com capim limão ou guaco
com poejo para fazer um chá gelado deixa qualquer refrigerante para trás em sabor e
benefícios. È apenas uma questão de costume, basta começar.

 

 

Compartilhe no Facebook
Please reload

Posts Em Destaque

AROMATERAPIA: MARAVILHA DOS CHEIROS

25/04/2018

1/1
Please reload

Posts Recentes

09.03.2019

Please reload

Arquivo